29/03/2021

arte | biofilia | Obras e Projetos de Arquitetura Corporativa |

Como se beneficiar da natureza nos ambientes.

Biofilia na Arquitetura

Em tempos de  isolamento social,  a biofilia na arquitetura permite maior contato com o verde e menos entre as pessoas, o que tornou ainda mais frequente em tempos de pandemia. Os imóveis fora do circuito de grandes centros urbanos, ganharam mais valor diante do mercado. E mesmo nas grandes cidades, os espaços que valorizam áreas externas e verdes são mais procuradas. Por isso, hoje em dia a biofilia ganha ainda mais destaque na execução de um projeto.

Biofilia na Arquitetura

 

A palavra biofilia, significa “amor às coisas vivas”. Na arquitetura, a biofilia é refletida em ambientes que aproximam os humanos da natureza. O responsável pela criação dessa denominação foi o biólogo, Edward O. Wilson que criou este termo nos anos 80 sobre a essa necessidade de interagir com a natureza e os benefícios à saúde que esse contato proporciona.

 

Habitar um espaço em que contempla essa sinergia, provoca uma enorme sensação de bem-estar. Agora o desafio é adequar a realidade de espaços pequenos e fechados considerando as vertentes do design biofílico.

Biofilia na Arquitetura

A luz do sol traz uma sensação de bem-estar e a iluminação natural, por exemplo, é uma ótima ferramenta para ser utilizada, privilegiando janelas e aberturas para entrada de luz. Os jardins verticais que se tornaram muito frequentes como forma de biofilia, também provocam a sensação de que estamos em uma floresta, produzindo uma certa umidade e frescor. Ao utilizar o elemento água dentro dos espaços,  pode-se diminuir os níveis de stress em um ambiente de trabalho. O uso de espelhos d´água ou fontes emanam som relaxante e agradável aos ouvidos. Muito usado também no momento atual, são as estruturas feitas com plantas para divisão de ambientes ou estações de trabalho, em tempos de distanciamento social.

Biofilia na Arquitetura

Biofilia na Arquitetura

Além de inserir os elementos no cotidiano, propiciando nos relacionar com eles, ouvindo o som da água ou observando o crescimento das plantas. O design biofílico leva em consideração também, as estruturas que remetem inconscientemente esses retratos da natureza. Como, por exemplo, uma parede com desenhos de escamas de peixe, ou bancos e escadas inspirados nas conchas de caracóis. A natureza é sábia e projetou muito bem os elementos que temos disponíveis.

 

A natureza pode marcar sua presença no ambiente, quando facilitamos a entrada de ventilação e iluminação natural, ou então ao privilegiarmos o visual de uma paisagem pela escolha de janelas e portas que permitam essa composição.  O uso de recursos naturais como  algodão, barro, palha, madeira e fibras naturais para o design de interiores também dão um toque especial. Permitir esse contato, é extremamente benéfico para proporcionar saúde ao profissional e conforto emocional, e consequentemente aumenta a produtividade e criatividade em ambientes de trabalho.

>

Mais Matérias

uma arte de linhas

01/07/2021

arte | Tendências |

Dia Mundial da Arquitetura

Saiba Mais

19/06/2021

arte | Obras e Projetos de Arquitetura Corporativa |

Filmes para uma sessão de pipoca e para se inspirar.

Saiba Mais

25/05/2021

arte | Obras e Projetos de Arquitetura Corporativa |

“Objetivo da arquitetura é amparar a imprevisibilidade da vida”

Saiba Mais